Dicas para fotografia de arquitetura

postado em: Artigos | 0

Uma das vantagens da fotografia de arquitetura: através dela, podemos “visitar” prédios de várias partes do mundo. No entanto, devemos permanecer críticos em relação às desvantagens da fotografia quando se trata de arquitetura. Jeremy Till, autor de “Architecture Depends,” (Arquitetura Depende, ainda sem versão em português) resume isto no capítulo “Out of Time” (Fora do tempo): “A fotografia permite que esqueçamos o que veio antes (o sofrimento do trabalho prolongado para cumprir com a entrega de um edifício completamente formado) e o que está por vir depois (as intempéries do tempo, sujeira, usuários, reformas). Ela congela o tempo. A fotografia de arquitetura ‘eleva o edifício para fora do tempo’ e proporciona um consolo para os arquitetos que podem sonhar por um momento que a arquitetura é um poder estável existente por sobre as marés do tempo”.

Com o objetivo de registrar o visual de construções e ambientes internos, a fotografia de arquitetura é um estilo fotográfico que pode ser usado tanto para fins informativos, comerciais e até mesmo artísticos.
Engana-se quem pensa que o cenário urbano não é interessante sob as lentes. A verdade é que as linhas, estruturas e dos mais variados tipos de materiais de construção são pratos cheios para os fotógrafos criativos.
A abordagem do cenário depende muito do intuito do profissional. Por exemplo, imagens artísticas dão mais liberdade para que o fotógrafo trabalhe perspectivas e ângulos.
Por outro lado, a fotografia de arquitetura como forma de divulgação precisa mostrar o ambiente da melhor forma e, ao mesmo tempo, se manter fiel à realidade.

Dicas para fotografia de arquitetura:

1. Fotografe em diversas condições do tempo e de horas do dia. As pessoas frequentemente fotografam no pôr do sol, quando as sombras são alongadas e as cores brilhantes. Tirar uma série de fotos durante diferentes horas do dia, ou mesmo em diferentes condições do tempo pode ajudar a tecer uma história mais completa do edifício em relação ao seu entorno.
Quanto mais você explorar a influência da luz natural sobre seu cenário, mais fácil será escolher a melhor iluminação.

2. Procure um ângulo e composição especial. Brincar com a perspectiva é muito divertido e também pode ser algo bastante recompensador.
O ângulo e a composição são os fatores determinantes da qualidade de uma imagem e da criatividade de um fotógrafo.
Você pode levar 10 fotógrafos o mesmo local, mas cada um deles terá visões diferentes, e expressaram isso por meio dos ângulos trabalhados.
Confira algumas dicas de composição que podem te ajudar a adaptar o seu olhar à fotografia de arquitetura.

Utilize as linhas com sabedoria
Especialmente em fotografias externas de prédios e construções, é essencial estudar as linhas do cenário e utilizá-las com sabedoria.
O formato das linhas e a forma como elas interagem com outras figuras transformam a imagem completamente! Analise o cenário e faça diversos testes até criar uma composição atrativa aos olhos do público.

Regra dos terços na fotografia de arquitetura
Nem tudo precisa ser centralizado no enquadramento, na verdade, é interessante trabalhar com a regra dos terços para valorizar o cenário.
Na regra dos terços, a foto é separada em quadros, de forma que os pontos de encontro entre as linhas são as áreas em que você quer posicionar o item de destaque.

Aproveitando texturas e detalhes
Na arquitetura, as cores e texturas podem transformar o visual de um cenário completamente. Sendo assim, eles precisam ser valorizados na fotografia.
Analise a combinação entre as cores, texturas e linhas para criar um ângulo atrativo do cenário e atrair a atenção do público.

Fotos de ambientes internos
A fotografia de arquitetura não se resume apenas aos cenários externos, mas também aos ambientes internos, especialmente os decorados utilizados para venda de imóveis por imobiliária de luxo.
É importante capturar uma visão ampla do ambiente, mas também valorizar os detalhes, se possível.

Fotos de monumentos históricos
Todas as cidades possuem monumentos históricos belos que rendem belas fotografias. Como mencionamos anteriormente, a fotografia também é utilizada para documentar momentos históricos.
Sendo assim, é interessante registrar pontos e monumentos turísticos para conhecer a história e identidade do local.

Fotos de construções modernas
As construções modernas que se destacam nos cenários urbanos também costumam ser grandes estrelas na fotografia de arquitetura.
Por conta das suas linhas, cores e texturas originais, é possível criar fotos criativas e originais com este cenário.

3. Não tenha medo de incluir as pessoas – arquitetura não existe sem elas.
Till inclui um trecho com humor no capítulo “Out Of Time” onde o editor de foto de “The Everyday and Architecture” recusa aceitar a imagem de capa com uma pessoa nela, mas fica satisfeito quando esta pessoa é substituída por uma bicicleta. Historicamente, existe uma tendência em não incluir as pessoas nas fotografias de arquitetura, como se de alguma forma nós contaminamos a beleza pura do projeto. Felizmente, uma série de célebres fotógrafos estão começando a mudar esta tendência. A arquitetura não existe e não existiria sem as pessoas.

4. Segurar na mão, ou usar um tripé?
Fotografias de arquitetura costumam ser feitas com um tripé, mas se você for fazer imagens abstratas, fotografar segurando a câmera na mão pode ser mais fácil para se movimentar e tentar ângulos diferentes. Se a sua lente fotográfica possui um sistema de estabilização de imagem, certifique-se de que ele está ligado.
Quando você for disparar a sua câmera Dslr, esteja em uma postura reta, “prenda” os braços na altura da cintura para dar suporte ao equipamento fotográfica e segure a respiração para evitar movimentos e garantir fotografias nítidas. Se você estiver usando um tripé, opte por aqueles que tenham cabeças móveis, que te dão mais liberdade de movimento do que os tripés normais.

5. Aguarde…
A melhor coisa da arquitetura é que o seu modelo não vai se mexer, o que significa que você terá tempo de fotografar o que quiser.
Se a luz está mudando, ou se o seu enquadramento está pegando algumas nuvens ruins, compensa ser paciente: você pode aguardar até que as nuvens adquiram posições sensacionais para uma fotografia, por exemplo. Isso faz com que você atinja um elemento composicional diferente.

6. Utilize ferramentas de pós-produção
Processar imagens se tornou quase uma etapa padronizada da fotografia, permitindo que você ajuste sua imagem para criar a atmosfera perfeita que se quer capturar. Enquanto as imagens deveriam ser alteradas com um claro entendimento de que tipo de mudanças são aceitáveis, programas como o Photoshop e Lightroom são fáceis de usar com uma variedade de funções avançadas.

Por último, mas não menos importante:

7. Pesquise o edifício previamente
Ler sobre a história e contexto de um edifício antes de o visitar é um recurso indispensável que vai, sem dúvida, te ajudar a focar sua fotografia em uma história relevante ou ideia que capture a essência do edifício.

A fotografia de arquitetura exige do fotógrafo um olhar apurado e conhecimento básico sobre o assunto. Para criar fotos atrativas ao público, é preciso estudar e analisar a estrutura dos projetos.
Se aventure neste novo mundo e nos conte sua opinião aqui nos comentários! 😉

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *